Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, maio 04, 2006

ESTRANHO FERIADO, O DE 1º DE MAIO.

Por Deolinda Conceição Taveira Moreira *

O feriado do dia do trabalho, no ano santo de 2006, em Goiânia, planalto central do Brasil foi no mínimo, um tanto quanto inusitado. Já se vão 18 anos e nessa data sempre me recordo de duas pessoas muito especiais. A primeira é a minha amiga Maria do Rosário, servidora velha de guerra da Prefeitura de Goiânia e maravilhosa artista(aquarelista de mão-cheia). A outra é o meu sobrinho Pedro, a despeito de ser um também um taurino, artes mesmo, preferiu optar por aquelas de deixar os pais enlouquecidos (meninote ainda, aos gritos de Batman pulou da traseira do carro em movimento e claro, ficou dias com as fuças esfoladas). Mas para compensar, o cara, aos 17 anos passou para Mecatrônica na UNICAMP (influência do Batman?) e para Engenharia Elétrica na UFG, haja orgulho da tia e dos pais e inveja dos primos e primas. E completou 18 maravilhosos aninhos no dia 1º de maio.

Então? Da Maria do Rosário que há tempos não vejo e perdi o contato, esse ano ficou apenas a lembrança na data. Mas o Pedro, ah, esse deixei uma mensagem no seu Orkut e em troca, ontem recebi uma misteriosa mensagem em resposta, dizia simplesmente assim “xd”. Pois sim, ainda estou tentando decifrar. Mas enfim, quando encontrar a outra sobrinha, Dona Tatá, certamente ela me dará uma ajudazinha para compreender e decifrar o mistério.

Mas, o inusitado desse maravilhoso feriado de 1º de maio, ainda são as manchetes dos jornais nacionais e os de Goiânia. Os primeiros ironizando mais uma molecagem do Garotinho e os daqui relatando e listando os escândalos na Prefeitura. Por fim, já havia perdido a paciência de ler as repetitivas reportagens, exceto uma.

Essa era uma entrevista com o sempre polêmico, arreliento e “menino cheio de vontades” Eládio Garcia Sá Teles (dos Teles da Bahia como me explicou um dia). Conduzida pelo excelente jornalista Eduardo Horácio, buscava saber o que pensava o presidente da AGVC – Associação Goiana de Vídeo e Cinema – sobre o FICA e a produção cinematográfica local, e é claro que a conjuntura política cultural conduzida pela AGEPEL e pela SECULT. Para quem não teve a oportunidade de ler, vale a pena dar uma olhada no jornal na internet http://www.tribunadoplanalto.com.br .

No jornal OPÇÃO Heloisa Amaral, no O POPULAR Carlos Eduardo Reche, no SUCESSO José Luiz Bittencourt Filho, no HOJE Edmar Oliveira e Oloares Ferreira(esse último diário é um recém nascido), todos listavam as últimas e as antigas acusações de desvio de conduta dos gestores públicos na Prefeitura de Goiânia, exceto os dos gestores da SECULT.

A lista sem ordem cronológica:
• Cidadão 2000 - 6 milhões desaparecem misteriosamente e os jornais apontam como envolvidos, Iram Saraiva Filho (presidente), Tião do Arroz(?) coordenador geral e Flávio Peixoto (Secretário de Governo)
• CONDATA – Licitação de equipamentos superfaturados e com ganhador já acertado, com benefícios diretos para o vice-prefeito Valdivino Oliveira.
• Finanças – falsidade ideológica e fraude na planta de valores do IPTU, Dário Campos e novamente Flávio Peixoto.
• Procon – maracutaias e maracutaias não explicadas e indiciando o advogado Osvaldo Pereira. Anunciaram a sua demissão em novembro e isso só aconteceu a partir de 1° de janeiro de 2006, resultado? Recebeu bonitinho salário de dezembro e 13º salário. Que coisa esquisita...
• Fiscalização – nessa pasta foram apontados os 02 secretários que por lá andaram, um do PTC e outro do PMDB e ainda mais 02 servidores(?) da prefeitura. E nesse caso, ao que foi exposto nos jornais iam de recebimento de propina à corrupção passiva, e de quebra também envolvido estava o secretário de governo Flávio Peixoto.
• Secretaria de Governo – Flávio Peixoto direta ou indiretamente é apontado pelos outros como partícipe ou como interessado no caso Cidadão 2000. Será verdade?
• Secretaria de Cultura – Dr. Kleber Adorno. Esse foi esquecido da lista recente dos investigados, não se sabe por que motivo ou seria sorte? Pois de todos é provavelmente, o único que conta com várias ações já correndo vagarosamente na justiça e uma delas, proposta pelo Ministério Público. Uma ação cível de improbidade administrativa, e não apenas ele, mas também, uma servidora da UFG e o diretor do departamento de musicalidade (vulgo “Consultor de Arte do MAG(Museu de Arte de Goiânia “. Ou seja, dos envolvidos apontados pela imprensa, o secretário de cultura e diversos de seus “assessores” tornaram-se a elite dos que fazem e desfazem e continuam firmes, ainda que atolados até o último fio de cabelo dos bigodes (para os que possuem esse adorno). Ah, e ainda tem aquela historinha da tese de doutorado na UFG.

Em todo caso, a despeito de tudo, deve-se dizer e reafirmar que há eficiência por parte do Prefeito em investigar todas as denúncias, menos é claro no caso da SECULT. Ora, não se tem olhos para tudo, não acham? Mas de qualquer modo é estranho o tratamento, como coisa de pouca importância, que os “causos” culturais denunciados por artistas publicamente e também pelo Ministério Público são apurados. Exceto no caso da Conferência de Cultura onde duas liminares foram concedidas a FETEG(Federação de Teatro do Estado de Goiás) e depois suspensas pelo presidente do Tribunal de Justiça, entretanto meses depois nada de sair uma sentença na 1ª instância, e ai fica o dito pelo não dito.

Então, concordam que foi inusitado esse 1º de maio? Garotinho no Rio de Janeiro e os escândalos na Prefeitura de Goiânia? A propósito, não seria excelente se um dos vereadores, um daqueles que vive de elaborar projetos de título de cidadão goianiense, elaborasse um projeto de lei prevendo que todo político acusado de corrupção deveria fazer greve de fome?

Ah, esqueci de comentar que o petróleo é nosso, mas o gás é deles e ai é que a vaca foi para o brejo, na imprevidência dos nossos gestores públicos.

Fala sério, pois sim!

*Deolinda Conceição Taveira Moreira é Conservadora Restauradora de Bens Culturais, especialista em Gestão Integrada do Patrimônio Cultural – ITUC – AL, ex- Conselheira de Cultura de Goiânia, faz parte do Conselho Diretor da Associação de Amigos do MAG – AAMAG, da ONG KULTUR, do Fórum Permanente de Cultura de Goiânia e motivada pela situação político cultural de Goiânia publica o blog http://amigosdemuseu.blogspot.com/

2 comentários:

Deolinda disse...

O texto encontra-se publicado também na revista Caros Amigos e no CMI.
http://carosamigos.terra.com.br/do_site/coluna/leitor.asp?id=16110

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2006/05/352518.shtml

Deolinda disse...

Deolinda....quanto ao seu artigo...devo dizer xd....ou será que não...mais com certeza é boa coisa...poderia dizer blz....esse eu conheço...vc sabe...tudo muda tão rápido...mas parabéns...o seu texto é demais...Tem todo o meu apoio.
Un bacione...e un salutone...

Margareth Nunes