Ocorreu um erro neste gadget

domingo, junho 15, 2008

É PRECISO ACREDITAR PARA MUDAR O FUTURO

Achei essa matéria muito interessante. O cenário na Venezuela é de confronto direto e lideranças, como a desse garoto, no Brasil, foram mortos aos montes, na época da ditadura. A próxima matéria poderá ser sobre o assassinato desse jovem. E assassinando esse garoto, o autoritarismo burro, criará um herói. Um herói da luta pela democracia na AL.

E nós com isso? A ditadura no Brasil, teoricamente, já era. Mas já era mesmo? A democracia é uma conquista permanente, e o que assistimos cotidianamente, nos leva a pensar que se a ditadura já era, por que estamos nessa guerra civil nos grandes centros urbanos?

O que aconteceu com o Estado Brasileiro? Por que a bandidagem está na frente e os cidadãos estão reféns, em um momento do bandido e no outro da polícia? Por que as verbas públicas vão parar no bolso de políticos ao invés de atender ao povo?

Que raio de democracia é essa que conseguimos construir?
Na Venezuela, a declaração desse “menino” é a de que entrou no ME por que queria mudar a situação e ainda, “Se os próprios jovens não acreditarem que podem mudar o futuro, quem vai acreditar?”.

Um homem, muito sábio e atento ao seu tempo, é o que é esse garoto. E nem precisamos ser jovens, mas temos que acreditar que podemos mudar o hoje, para um futuro melhor.

O Brasil, vive hoje um processo interessante, Lula na presidência significa que aprendemos a fazer a revolução sem armas, a meu ver, quem aprendeu isso foi o povo sofrido, que votou e continua votando em Lula, não pelo Lula, mas pelo que representa – nordestino, semi-alfabetizado, e bem sucedido a despeito de tudo – pois a Elite brasileira e os políticos em geral, ainda acreditam que nação é um pasto. E nesse pasto querem engordar a si e suas rezes. E não admitem, não sequer podem imaginar, que esse cenário mude.

Ações escandalosas de corrupção, roubo, assassinatos, em nome das garantias de continuidade desse pasto farto, são empreendidas todos os dias. E Goiás com isso? Goiânia?

Ah, melhor parar por aqui ...

Abaixo uma pequena parte da matéria publicada no Jornal O ESTADO DE SÃO PAULO:

Líder estudantil desafia Chávez
Vácuo na oposição formal abre caminho para Goicoechea se consolidar como ícone da resistência ao chavismo
por Renata Miranda

Uma das principais figuras da oposição na Venezuela não faz parte de nenhum partido político, ainda não saiu da faculdade e, recentemente, ganhou um prêmio de US$ 500 mil de um instituto americano por sua militância no país. Aproveitando o vácuo deixado pela falta de crença nas antigas classes políticas do país, o universitário Yon Goicoechea, de 23 anos, tornou-se a causa de mais uma dor de cabeça do presidente Hugo Chávez.“Entrei no movimento estudantil porque acredito ser possível mudar a situação degradante em que se encontra o governo de meu país”, afirmou Goicoechea ao Estado, por telefone. “Se os próprios jovens não acreditarem que podem mudar o futuro, quem vai acreditar?”

Vale a pena a leitura da matéria completa http://txt.estado.com.br/editorias/2008/06/15/int-1.93.9.20080615.14.1.xml

Nenhum comentário: