Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, março 25, 2008

CONSELHO NACIONAL DE CULTURA

Hoje e amanhã, respectivamente, 25 e 26 de março de 2008, os conselheiros estarão reunidos em Brasília para debater sobre o Caderno Diretrizes Gerais para o Plano Nacional de Cultura e Regimento Interno do Conselho (CNPC). O plenário do CNPC é composto por 46 titulares com direito a voz e voto, e por seis convidados com direito a voz. A plenária, com início às 9 horas desta terça-feira, 25, teve discurso de abertura do presidente do Conselho, o ministro da Cultura, Gilberto Gil.

A presidenta da Agência Goiana de Cultura (Agepel), Linda Monteiro, que é uma das conselheiras do Fórum Nacional de Secretários Estaduais, estará votando nesta primeira reunião ordinária. Neste primeiro dia, os participantes estarão envolvidos com debate e votação sobre o regimento interno do CNPC. Amanhã, a partir das 9 horas, serão abertas as discussões em torno do Caderno de Diretrizes Gerais do Plano Nacional de Cultura, cujo material definitivo deverá ter sido elaborado até às 16 horas, quando se encerram os trabalhos.

A presidenta da Agência Goiana de Cultura (Agepel), Linda Monteiro, toma posse amanhã, às 10 horas, no Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC). O evento será comandado pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no Hotel Nacional, em Brasília.

A instalação do CNPC do Ministério da Cultura (MinC) é o último passo para a instituição definitiva do Sistema Federal de Cultura (SFC), que, assim, promoverá a integração de órgãos, programas e ações culturais do Governo Federal. O CNPC tem por finalidade propor a formulação de políticas públicas, com vistas a promover a articulação e o debate dos diferentes níveis de governo e a sociedade civil organizada, para o desenvolvimento e o fomento das atividades culturais no território nacional. Dentre as competências do CNPC está a de estabelecer as diretrizes gerais para aplicação dos recursos do FNC, no que concerne à sua distribuição regional e ao peso relativo dos setores e modalidades do fazer cultural.
http://e-commerce.cultura.com.br/shopping/mostra_noticia.asp?site=1434&txtEntidade=129228

E agora? O próximo passo da presidenta a AGEPEL será propor as mudanças mais que necesssárias no Conselho Estadual de Cultura? E quem sabe após, regulamentar o FAC, que já fez aniversário de aprovação e nada.

Na área cultural finalmente a AGEPEL vai se integrar ao que está acontecendo nacionalmente.

Só por esse feito Linda Monteiro merece os aplausos!!

Nenhum comentário: