Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, março 20, 2008

MEPHISTO

Ainda outro dia me vi metida em um discussão estranha: é possivel desvincular cultura de política? Acredito que não, cultura é política. Em todos os tempos, os governos se preocupam em calar a boca dos que se ocupam com cultura.

Um filme interessante sobre o assunto é "Mephisto", na Alemanha, 1930, Hendrik Höfgen é um ambicioso ator que não se interessa por política, se dedicando somente à sua carreira. Quando os nazistas começam a tomar o poder, aproveita a oportunidade para interpretar peças de propaganda nazista para o Reich, e logo em seguida acaba se transformando no mais popular ator da Alemanha.


Consumido pela fama, Handrik precisa sobreviver em um mundo onde a ideologia do mal é o seu pior pesadelo.

Mesmo sem interesse pela política, vê os amigos desaparecerem e descobre qual o verdadeiro preço da alma de um homem.

Sobre o preço dos homens, uma carta muito interessante acaba de chegar e a reproduzo abaixo, que cada um seja capaz de tirar as suas próprias conclusões.



Nenhum comentário: