Ocorreu um erro neste gadget

domingo, novembro 29, 2009

Seminário Segurança em Museus: um olhar multidisciplinar

Grupo da Oficina 1 - Avaliação de Riscos
Aconteceu em São Paulo o Seminário Segurança em Museus: um olhar multidisciplinar, entre os dias 23 a 27 de novembro de 2009.


Proposto com o objetivo de ampliar a discussão sobre a segurança em museus, a partir de diferentes enfoques e experiências, contribuindo na formação dos profissionais que lidam com o patrimônio cultural no Brasil, contou com a participação de representantes do museus de diversos estados brasileiros. De Goiás estavamos presentes Henrique de Freitas, diretor do Museu Goiano Prof. Zoroastro Artiaga e eu, da Diretoria de Patrimônio Histórico e Artístico da AGEPEL.

A proposta do ICOM adotou ainda como estratégia incluir na programação profissionais da área da segurança pública, da justiça, dos museus, arquivos e bibliotecas de forma a enriquecer a discussão do tema e proporcionar uma visão multidisciplinar da questão da segurança em museus.

No primeiro dia duas falas, penso que se destacaram, a primeira da Bernice Murphy, sobre ética e em especial referindo-se a ética nas aquisições e a do juiz Fausto De Sanctis, que demonstra o importante papel do judiciário, sempre tão moroso e caprichoso, no entendimento das questões que envolvem o tráfico, lavagem de dinheiro, usando bens culturais, e ainda a sua exemplar atuação.

No segundo dia a mesa-redonda "Os diversos olhares sobre a segurança do patrimônio museológico" reuniu representantes do MPF, PF/INTERPOL, Receita Federal, MPE - SP e a brilhante atuação do MPE-MG marcou o debate. Todavia tornou-se evidente a falta de preparo das instituições, para atuarem no combate ao tráfico ilícito de bens culturais. Entretanto, o Estado de Minas Gerais demonstrou que o MPE tem obrigação de fiscalizar, e no caso de MG o faz, o que não significa que em outros estados, os MPEs atuem com a mesma compreenção quando se trata de bens culturais. E vamos relembrar o caso do Zoológico de Goiânia, as denúncias surgiram em 2005, e só em 2009, pressionados pela imprensa e pela população, houve alguma ação, e quanto ao patrimônio cultural? A única noticia que se tem de uma ação data da época de Sullivan Silvestre.

No terceiro dia a mesa-redonda "Ações positivas para a proteção patrimônio cultural" contou com a participação Vitor Manoel Marques da Fonseca do Arquivo Nacional - RJ, de Marcelo Araújo da Pinacoteca do Estado, de Teodora Carneiro do Comitê Paulista do Escudo Azul e ainda de Leonor Sá do Museu Judiciário de Portugal.
O projeto Igreja Segura - Igreja Aberta, apresentado por Leonar Sá demonstra a segurança (registro, catalogação e outros) como fator importante para que as igrejas, principais vítimas de furtos, possam permancer abertas.
O IEPHA publicou uma entrevista excelente com Leonor Sá e vale a leitura http://www.iepha.mg.gov.br/noticias/655-iephamg-entrevista-leonor-sa

Além do seminário aconteceram três oficinas simultâneas entre os dias 24 e 26 de novembro:
Oficina 1 - Avaliação de Riscos.
Ministrada, em espanhol, por Carmen Rallo - Ministério da Cultura da Espanha-, Marta Hernández - Museo Del Prado-, e Encanarción Hidalgo - Museo de América -, ensinaram como elaborar um plano de proteção para os acervos dos museus.

Oficina 2 - Legislação sobre patrimônio cultural e combate ao tráfico ilicito de bens culturais.
Ministrada por Ana Cristina Bandeira Lins(MPF-SP), Célia Corsino(Museu de Artes e Ofícios -MG), Claudia Lage(MPF), Antônio Fernando B. dos Santos (IPHAN-MG), Daury de Paula Júnior(Justiça do Meio Ambiente de Santos-SP), Eduardo Nocetti Horns(6º Grupamento de Bombeiros - SP).

Oficina 3 - Conservação preventiva com enfoque na segurança em museus, instituições afins e coleções particulares(reserva técnica, exposição, catalogação, conservação e segurança).
A oficina contou com vários ministrantes e foi coordenada pelo Grupo Patrimônio & Proteção.

Maiores informações no site do www.icom.org.br O evento foi transmitido ao vivo pelo pessoal do FÓRUM PERMANENTE www.forumpermanente.org

Nenhum comentário: