Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, abril 24, 2006

MIS - RJ "CANETADA" NO DIRETOR CAUSA REVOLTA

Amigos(as),
Então? Acabo de receber o documento abaixo, e o mesmo nos oferece uma oportunidade de reflexão: urubu é preto em tudo quanto é lugar! Quero dizer que o desvario e o arbítrio na administração pública não mede conseqüências e muito menos respeita a qualificação profissional de ninguém. Só entendem que “manda quem pode e obedece quem tem juízo” e como não tenho juízo e quero uma pátria livre, não só assino, como solicito à todos que assinem também.

Quem desejar assinar basta enviar via comentário no blog, os dados pedidos para identificação do assinante ou para culturagoiania@terra.com.br ou ainda diretamente para Cida Fernandes cidaclf@globo.com





SOBRE O MIS - RIO
http://www.mis.rj.gov.br/




ABAIXO ASSINADO


Sra. Governadora Rosinha Garotinho,

Em nome dos músicos, artistas, escritores e intelectuais desta cidade, nós, pessoas e instituições abaixo-assinadas, vimos, pela presente, repudiar a inaceitável demissão de Edino Krieger e Valéria Peixoto do Museu da Imagem e do Som, onde estavam prestes a encerrar uma brilhante e profícua gestão, tendo seu presidente, inclusive, só tomado conhecimento de sua exoneração através da imprensa.
Todos sabemos que a Cultura, em nosso país, além de desprezada pelo Estado, é usada como moeda política. Mas há limites, que não podem ser ultrapassados sem danos reais à vida institucional e aos esforços realizados para a construção de nossa civilização e identidade.
A demissão do presidente do MIS representa não só uma afronta à pessoa deste grande e reconhecido músico brasileiro, Edino Krieger, mas sobretudo às nossas instituições, cuja estabilidade demanda continuidade e manutenção do que foi construído, como condição de sua existência, e prosperidade.
Elas não podem ficar reféns do voluntarismo político e de políticas provisórias e clientelistas: ao contrário, precisam ter seus requisitos básicos de funcionamento assegurados pelo próprio governo.
Não existem argumentos aceitáveis para a demissão de uma gestão competente e altamente produtiva em final de trabalho. O Sr. Noca da Portela é um músico que, ao ser convidado para o exercício de um mandato-tampão e temporário, iniciou-a com a demissão, sumária e sem razões consistentes, de um outro músico, só que com a envergadura de Edino Krieger, numa demonstração agressiva e explícita de falta de respeito e conduta ética.
Com uma ação devastadora deste porte, o Sr. Noca da Portela, com uma "canetada", presta-se ao desmonte predatório de um trabalho sério e conseqüente, cujos esforços foram responsáveis, em menos de três anos, por numerosas realizações, entre as quais a recuperação de 20 mil partituras doantigo acervo da Rádio Nacional, com arranjos de músicos da estatura de Guerra-Peixe, Radamés Gnattali e tantos outros. Foram digitalizados centenas de discos de acetato em estado de literal decomposição, sendo que em vários deles a agulha entrou pela última vez - justamente a que garantiuo resgate do áudio. Imaginem que, entre estes, incluem-se vários discursos de Getúlio Vargas, além de outros muitos documentos de vital importância para a história de nosso país. E isto sem falar da recuperação física da sede do Museu, na Lapa.
Devemos lembrar-lhe que foi a Senhora quem rogou, por intermédio do então secretário de Cultura Arnaldo Niskier, para que o maestro Krieger assumisse paralela e temporariamente a direção da Sala Cecília Meireles no momento em que o antigo diretor Ronaldo Miranda foi levado a pedir demissão, deixando a imagem da Secretaria bastante comprometida.
Governadora, a imagem e a credibilidade de nossas instituições dependem diretamente das autoridades que a dirigem e, por isso, pedimos que a senhora reveja esta iniciativa que já denigre a sua gestão.
Depois de uma ação dessas, quem vai confiar em receber um convite do Governo para atuar ou dirigir uma importante instituição, à exceção dos laranjas e oportunistas?Ora, mesmo mudando os políticos e a política no Palácio Guanabara ficaremos sempre desconfiados de tudo e de todos. Não pode ser assim, já que sem confiança não se constrói nada!
Sem mais, caberia apenas dizer que a Cultura prevê, como conseqüência natural aos que a ela estão ligados, educação, ética e bons costumes. E o que aconteceu neste caso foi muito mais do que falta de educação. Então, por favor, reconheça a gravidade e as conseqüências do ocorrido e tome as medidas cabíveis para o encerramento normal da gestão do maestro Krieger à frente do MIS, onde precisa levar a termo os projetos em final de implementação.
Lista de Assinaturas
1 - Mo. Ricardo Rocha, Rio de Janeiro, OMB 28.839
2 - Cida Fernanddes -Assessora e Imprensa - Rg 03444696 -3 Rio de Janeiro
3 -Maria Teresa Madeira, pianista, OMB 29442, Rio de Janeiro.
4 - Deolinda Conceição Taveira Moreira, Conservadora Restauradora de Bens Culturais – Goiânia – GO RG: 4364181- IFP-RJ
5- Cláudia Resende Silva, historiadora, RG - M3501077 / SSP-MG
6 - Simonne Teixeira, Rg 04797743/4 - IFP/RJ

Nenhum comentário: