Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, abril 25, 2006

MIS – RJ - POLÊMICA 2

Na página do SAMBA- CHORO a noticia da demissão do presidente do Museu da Imagem do Som, o maestro Edino Krieger para dar a vaga Nilcemar Nogueira, cujo o currículo é o de se neta de Cartola, e mais ainda, a vice presidente Lygia Santos, pesquisadora e filha do Secretário de Cultura do Rio de Janeiro causa indignação.

A noticia pode ser vista no seguinte link:
http://www.samba-choro.com.br/noticias/pordata/15278

Os comentários:
1 - Demissão pelos jornais
O maestro soube da demissão de forma bem deselegante, pelas páginas do jornal.
Por Paulo Eduardo Neves

2 -Desrespeito imperdoável
Pelos acontecimentos que assistimos nos últimos dias no que diz respeito ao comando da cultura fluminense pelas vias estatais, parece que chegamos ao mais baixo nível possível e imaginável de desrespeito.Empossado como novo secretário de cultura pelos próximos oito meses (ainda bem que não são oito anos), o sambista Noca da Portela, num pronunciamento mais do que infeliz, comunica que, segundo a Governadora, a pasta não terá verba. E o secretário emenda, para perplexidade de todos que lutam pela cultura neste estado, que a mesma não precisa de verba e que este problema se empurra com a barriga.Não satisfeito com essas pérolas verbais e para espanto e revolta da classe musical, o senhor Noca da Portela demite sumariamemte, sem sequer comunicá-lo de forma oficial ou mesmo informal, o maestro Edino Krieger da direção do Museu da Imagem e do Som. O maestro soube de sua demissão pela imprensa, em nota que também anunciou a nomeação da senhora Nilcemar Nogueira para o cargo, cujo atributo principal parece ser seu parentesco com Cartola, de quem é neta.
Por TIM RESCALA - Compositor

3 -Repudio
É inaceitável e desrespeitosa a maneira como este grande músico e grandefigura da música brasileira foi sumariamente desligado de suas funções,tendo em visto os incontáveis serviços prestados à nossa cultura.Edino Krieger é com certeza um homem idôneo, honesto, com uma carreirabrilhante , que nunca se aproveitou de nenhum de seus cargos para seuspróprios interesses.
Edino é um homem que não faz política: trabalha e sempre trabalhou duro, muito duro para poder realizar, produzir, criar,incentivar, sem jamais deixar que sua imagem seja alvo de qualquer crítica ou comentário maldoso.
Os governos vem e vão, os políticos vem e vão, e Edino se mantém de cabeça erguida perante toda esta pouca vergonha que, infelizmente, tem imperado em nosso cotidiano.
A cultura, pra muita gente, virou favor. A moral virou oportunidade. A amizade virou interesse. A sinceridade virou ofensa. E a bagunça generalizada se banalizou, ou seja, está tudo ruim, "então vamos piorar".
Por MARIA TERESA MADEIRA, pianista

4 - A cultura é maior que o samba?
Grande Noca!!!Parabéns pela grande burrada que fez!!!Quando eu comentei antes (na noticia da posse do Noca) que a cultura deveria ser maior que o samba, choveram criticas a mim, mas agora vemos a besteira que ele fez, ao tirar uma pessoa tecnica, mas que não é ligada ao samba e sim à musica de forma geral, para colocar alguem politicamente ligada ao samba.O maestro estava fazendo um ótimo trabalho no acervo do MIS, e isso tudo corre o risco de ir por agua abaixo, por total incompetencia do Noca.E o pior de tudo foi a "molecagem"(palavra que combina com os patrões governadores) dele ao nem avisar do forma digna o maestro de sua demissão.Uma vergonha!!Abraços
Por TIAGO

5 - Desvario e arbítrio na administração pública
A noticia de demissão do maestro Edino que recebi através da rede ICOMOS de discussão, ofereceu-me uma grande oportunidade para reflexão: urubu é preto em tudo quanto é lugar!Com isso quero dizer que o desvario e o arbítrio na administração pública não mede conseqüências e muito menos respeita a qualificação profissional de ninguém. Só entendem que “manda quem pode e obedece quem tem juízo” e como não tenho juízo e quero uma pátria livre, não só assino o abaixo assinado, como solicito à todos que assinem também.
Aqui em Goiânia, os desastres na área cultural são a tônica, alimentados pela troca de favores entre academias e o poder público, o silêncio criminoso da imprensa local sobre o assunto, e o acobertamento de atos lesivos aos legítimos produtores da cultura na cidade, tais como o "assalto" ao Fundo de Cultura Municipal, a fraude da 3ª Conferência Municipal de Cultura, o abandono de prédios históricos a própria sorte, investimentos de recursos públicos em prédios de particulares...E por ai vai...Conclamo a todos trabalhadores da área cultural a se manifestarem contra esse estado de coisas. E que o façamos enquanto podemos, enquanto o Brasil ainda é um Estado de direito!Todo meu apoio à Edino e ao seu trabalho no MIS.
Por Deolinda Conceição Taveira Moreira
Conservadora Restauradora de Bens Culturais Goiânia - GO
Para assinar o abaixo assinado:http://amigosdemuseu.blogspot.com/2006/04/mis-rj-canetada-no-diretor-causa.html

Nenhum comentário: